domingo, 25 de setembro de 2016

Haja coração.. Para assistir as atuais novelas da Globo

Resultado de imagem para novelas globo
Saudades...
Venho aqui por meio desta crônica explicitar a minha humilde opinião em relação às novelas que são exibidas atualmente na Globo. A princípio, venho agradecer pela fraca qualidade no conteúdo delas, uma vez que agora eu posso finalmente cumprir minhas obrigações no fim da noite (risos). Sim, antigamente eu perdia muito tempo assistindo as séries de dramaturgia exibidas por essa emissora. Graças à Deus (ou não), minha pessoa não tem a mínima curiosidade de acompanhar nenhuma novela global. Nenhum conteúdo chega perto do então produzido tempos atrás, infelizmente.

Acompanhava dramaturgia pela televisão até 2013, quando não me interessei mais pelo conteúdo exibido nos horários nobres da noite. A Rede Globo começou a explorar as cenas de sexo nas novelas, e a 'baixaria' anda tomando de conta. Claro que sempre cenas de conteúdo sexual aconteceram; porém nunca chegamos a ver elas com tamanha frequência como agora. O apelo por pontos na audiência chega a ser implícito e desesperador. Por qual motivo a emissora não passa a procurar produzir uma temática e roteiros decentes, para que, assim, as séries possam ter uma devida audiência? Uma pergunta que até agora não teve resposta.

Fato é que me encantei por novelas do passado (principalmente as reprisadas pelo "Vale a Pena Ver de Novo"), como "O Clone", "Caminho das Índias" e "Mulheres de Areia". Mas, para você ter uma noção, nenhuma dessas novelas teve a sua criação, elaboração e exibição recentemente; "O Clone" foi feita em 2001/2002 e reprisada em 2011, "Caminho das Índias" foi feita em 2009 (tudo bem que foi reprisada no ano passado até esse ano, o que deixa a Globo com um pouco de crédito) e "Mulheres de Areia" foi exibida pela primeira vez em 1993 (quanto tempo!) e reprisada no ano de 2012. Sem contar outros espetáculos da dramaturgia que eu acabei nem citando pelo simples fato de não ter assistido.

Obviamente, não sou um analista metido a profissional e nem quero me mostrar superior a ninguém com essa minha opinião, porém só estou falando a verdade. Desde o término de "Avenida Brasil", em 2012, que minha pessoa parou de acompanhar as novelas. Ainda tive que aturar "Cheias de Charme" (por essa estar sendo exibida constantemente na casa da minha avó há quatro anos atrás, e que por sinal vai ser reprisada esse ano pelo "Vale a Pena Ver de Novo") e só. Quando "Amor à Vida" começou, lá em 2013, meu interesse pelas novelas acabou. Desde então, não assisto mais novelas. Claro que na Rede Record e na SBT são também exibidas séries (sendo que a SBT, em especial, reprisa constantemente novelas mexicanas), mas a Rede Globo de Televisão investe bastante nestes projetos. Investindo como nunca para fracassar como quase sempre. Essa é a minha opinião. Pode discordar, se quiser. Mas acredito que essa também é a sua visão.

Não se fazem mais novelas como antigamente...

Até a próxima, meus camaradas! Fiquem com Deus.

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

A morte mais triste e confusa de todos os famosos em 2016

Resultado de imagem para domingos montagner
Luto.
E foi no final da tarde de hoje (dia 15 de setembro de 2016) que recebemos uma notícia triste. O ator Domingos Montagner acabou falecendo depois de decidir tomar um banho de rio logo após a hora do almoço. O ator tinha 54 anos e deixa sua mulher, Luciana Lima, e seus três filhos. Infelizmente é o que temos para hoje. Recentemente, estava atuando na novela "Velho Chico", que está sendo atualmente exibida na Rede Globo de Televisão. Não poderíamos terminar um dia com a notícia melhor? Mas enfim, não podemos escolher entre um fato bom ou ruim; ambos podem ocorrer no momento em que menos esperamos. Essa é a vida e as consequências que a própria traz. 

Acredite se quiser, não é tarefa fácil minha elaborar cada crônica desse humilde blog. Porém, um dos maiores desafios de todos os que eu enfrentei em 4 anos de existência desta página virtual foi/vai ser esse, sem dúvida alguma. Opinar sobre a morte do próprio Domingos, a colocando como "a mais triste e confusa de 2016" não é tão fácil como parece. Afinal de contas, toda morte é trágica e deve ser tratada como triste. A perda de uma pessoa, principalmente para a família desta, sempre vai deixar marcas. Na maioria esmagadora dos casos, um vazio profundo. Em extrema minoria, vai deixar alívio - isso se tratarmos de um psicopata, bandido cruel ou pessoa desse tipo, qualquer cidadão que não tenha escrúpulos. Para você ter uma noção da dificuldade que é fazer um texto dessa dimensão, ainda tive que acrescentar "famosos" no título. Um dos maiores títulos que o blog "As Crônicas do Gabriel" já teve. Porém, foi extremamente necessário fazer o uso de muitas palavras para chamar a atenção de vocês, leitores, e, claro, especificar a categoria da tragédia (aquela que se trata da ocorrida com famosos nesse ano). E tendo em vista a morte das saudosas celebridades em 2016, essa foi a mais triste e confusa de todas.

Eu não gosto de falar sobre morte; acho isso muito profundo e cruel, e minha pessoa não fica muito a vontade de comentar sobre isso. Todavia, casos como o da morte de Montagner precisam ser comentados. Me chamou a atenção a maneira como o próprio ator nos deixou; um simples banho de rio que ocasionou no falecimento de Domingos. O ator estava de bem com a vinda, protagonizava o papel de um galã na novela das oito global, não tinha cruzado a terceira idade, estava com ótima saúde. Levando em conta tudo que eu citei, já podemos inferir que ele não tinha motivos para tentar suicídio - e, mesmo se tentasse, provavelmente não tentaria isso mergulhando em um rio, visto que essa forma é cruel demais. Não duvido, porém fato é que Montagner não tentou se suicidar -. Assim como aconteceu com Cristiano Araújo ano passado, o ator global foi vítima de uma tragédia. Mas podemos constatar que esta de Domingos pode ser considerada mais confusa, uma vez que ele só estava tomando um simples banho em um dos rios de Sergipe. Uma fatalidade que ocorreu de maneira muito estranha.

É aí que eu me pergunto: Cadê a equipe de segurança da Rede Globo em um momento como esses? Não, em nenhum momento eu colocaria a culpa na emissora pela morte de Domingos Montagner. Porém, estamos falando da Rede Globo de Televisão, a maior emissora que existe nesse país, e que está no top five mundial de comunicação. Não precisava ser uma equipe inteira, bastava alguns salva-vidas no momento que possivelmente o ator até estaria vivo agora e tudo isso não passaria de um breve susto. Já que o ator foi encontrado no meio das pedras, não há a menor dúvida que houve um acidente; ele não conseguiu se livrar das pedras e, sendo assim, não teve forças para voltar em superfície. Que tragédia. 

Por fim, desejo forças à toda a família de Domingos. Que Deus o tenha.

Até a próxima.

domingo, 11 de setembro de 2016

Futebol -Humor e provocações em seus melhores dias

Resultado de imagem para humor entre torcidas
Eu poderia muito bem colocar no título dessa crônica algo como "Campeonato Brasileiro - Andamento da competição e classificação geral", mas o meu texto objetiva algo que vai muito mais além de simples resultados e contas que agrupam as equipes de forma decrescente na tabela classificatória. Quero falar no espírito de humor e as provocações entre as torcidas rivais, mas que não são tão inimigas assim. Era disso que estávamos precisando. Da volta do 'futebol de antigamente'. Talvez não com os mesmos craques de antes jogando aqui no nosso país, mas sim com o espírito provocador do torcedor brasileiro, aquele mesmo espírito perspicaz de antes. Seja esse comportamento explícito em redes sociais, ou até mesmo nos estádios. Será, então, a volta por completo do 'antigo futebol'?

Disso não sabemos, porém podemos satisfatoriamente afirmar que a violência nos estádios está diminuindo. Casos raríssimos de atos violentos envolvendo torcidas organizadas dos clubes ocorrem ainda, como no jogo entre Flamengo X Palmeiras, válido pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Ambas as equipes foram, de certa forma, punidas. Por exemplo: no jogo Palmeiras X Flamengo, que ocorrerá quarta-feira e válido pelo returno da competição nacional, não serão vendidos os ingressos para a torcida visitante (no caso, a rubro-negra), devido à briga entre as duas torcidas no primeiro jogo lá em Brasília. Mas não se preocupe, flamenguista - o clube alviverde também será/já foi punido por causa desse trágico incidente -, assim como também a Sociedade Esportiva Palmeiras tem o mesmo direito que o Clube de Regatas do Flamengo de recorrer para diminuir um pouco esta punição.

Exceto esse ocorrido, graças ao bom Deus não nos deparamos com essas cenas horrendas nos estádios brasileiros. E o melhor disso tudo é saber que as torcidas estão sendo mais cordiais e não estão querendo 'partir para a briga'. De forma amigável e sarcástica, ficam batendo papo com os torcedores dos times adversários, querendo 'tirar o seu amigo de tempo', provocando, insinuando que seu time vai ser campeão, ou vai conseguir uma vaga suada para a Libertadores do ano que vem, ou vai conseguir uma vaga para a Copa Sul-Americana de 2017, ou ao menos vai conseguir permanecer na Série A do ano que vem. Cada um de sua maneira.

E vamos combinar: É muito legal ver quando times de torcidas de tamanho expressivo estão em boa fase e 'decolando' no campeonato. E não falo isso só porque sou Flamengo (sim, posso me dar ao luxo de ser rubro-negro nesse momento tão bom que o meu time enfrenta, porém estive junto com ele nos momentos mais difíceis passados no início do ano, quando fomos despachados na Copa do Brasil pelo Fortaleza, time que atualmente disputa a Série C no cenário nacional). Afirmo tal declaração porque sei que, quanto maior a torcida, maiores serão os sorrisos no rosto de cada um. Isso é questão de proporção. De probabilidade. De porcentagem. Seja lá do que for. Os dados estão todos aí, as estatísticas existem para nos provar. E agora, com Flamengo e Corinthians disputando as primeiras posições junto com outras equipes (como o próprio Palmeiras e o Atlético-MG), a alegria entre todos aumentam. E, em alguns casos, o ódio também, porque sempre vão existir os anti-flamenguistas, os anti-corintianos (em outros casos, os anti-sãopaulinos, anti-vascaínos, e por aí vai)... Mas isso é até saudável, se não houver agressão. Se não ocorrer atos de ofensas muito graves. Fora isso, tá tudo bem. Essa é a parte legal da coisa chamada futebol. Sem a sua plateia, esse esporte se assemelhava aos demais. Felizmente, não é o seu caso.

Prezo por esse humor saudável nos estádios que tanto buscamos ultimamente. Tudo bem, sou um garoto de apenas 14 anos, e acompanho lucidamente o futebol a partir de 2007 (desde então, virei fanático). Mas, de tanto assistir e analisar esse esporte e as relações 'extra-futebolísticas', hoje me leva a crer este maior desejo. Por fim, desejo boa sorte a todas as equipes das séries A, B, C e D, para que elas possam desempenhar excelente papel nessa reta final. E sim, esse humilde blog procurará postar crônicas relacionadas ao fim do BR2016 quando este estiver em seu término (e que Deus abençoe que eu possa estar radiante, falando de um possível triunfo do meu Flamengo, risos).

Um abraço para você que aturou todas essas palavras juntas e teve coragem o suficiente para ler esta crônica até o fim.

Um abraço, e até a próxima!

sábado, 27 de agosto de 2016

Olimpíadas 2016 - Um sucesso ou um retrocesso?

Resultado de imagem para olimpiadas 2016
Primeiramente, venho com a finalidade de me desculpar com você, que é leitor assíduo desse humilde blog e ainda insiste em continuar lendo este mesmo depois de tanto tempo fora de fama e com poucas atualizações recentemente (risos). Eu fiquei encarregado de postar a crônica final quando ocorresse o término das Olimpíadas - estas acabaram, e minha pessoa não fez nenhuma postagem relacionada a isso. Mil perdões, meus caros; acreditem, eu queria ter feito isso. Porém, as ocupações estão tirando onda comigo, e infelizmente me impediram de postar aqui.

Agora vamos para o que realmente interessa. Sim, meus amigos, as Olimpíadas aqui no Rio tiveram o seu fim. Com direito a vitórias inesperadas de brasileiros. Decepções que tivemos por parte de alguns. A nossa Seleção Olímpica conquistando um ouro inédito de forma sofrida em pleno Maracanã diante da tão temida Alemanha, depois do trágico 7 a 1 na Copa do Mundo de 2014. As exibições brilhantes de ídolos mundiais, como o nadador americano Michael Phelps (que, infelizmente ou felizmente para os outros atletas poderem competir em um nível menos descomunal, se aposentou) e o atleta jamaicano de atletismo Usain Bolt encheram de orgulho os olhos dos espectadores. Sem contar as lindas cerimônias, tanto de abertura quanto de encerramento, no nosso 'Maraca'. Foi uma festa só. 

Mas aí que vem a questão. Os jogos olímpicos tiveram seu fim em terras brasileiras. Em 2020 ocorrerá em Tokyo, Japão; o nosso país terá que esperar muito tempo para poder se candidatar de novo a fim de se tornar, mais uma vez, o país sede - como assim, Gabriel? Bem, este é o regulamento, se levarmos em consideração a Copa que sediamos em 50; só voltamos a sediar uma novamente em 2014, tendo nossa candidatura definida e o ocorrido dos sorteios apenas em 2007 -. E o pior de tudo isso não é este fato, e sim a crise que o Brasil enfrenta, tanto política, quanto econômica, como social. E isso nenhuma Olimpíada nos tirará dessa situação.

Pelo contrário; valores aproximados à 20 bilhões chegam a arregalar os olhos de qualquer brasileiro. Afinal de contas, a estrutura que cansamos de presenciar em televisões e até mesmo nos estádios, arenas e ginásios de todo o Rio de Janeiro obviamente não foi nada barata: Foi um investimento desproporcional às atuais condições em que o nosso país enfrenta. E como ficam nossos sistemas carcerários saturados? Nossas escolas públicas, decadentes, em sua maioria, de um ensino básico de qualidade? E os hospitais? Como fica a situação destes? Ah, mas para o Ronaldo, por exemplo, isso não importa (fiz referência à declaração infeliz dele em 2014, quando o 'Fenômeno' declarou que "A Copa não se faz com hospitais". Procure ler isso em sua mente com a voz enjoada dele). Vivemos em um país com essa dura realidade, e o que adianta 'maquiar' esse estado de nosso país com esses jogos, que divertiram a todos, mas que tampouco vão ajudar em alguma coisa? Ah, mas podem ajudar no incentivo ao esporte brasileiro. Mas o nosso problema maior não é a situação desportiva. Claro que o décimo segundo lugar no Quadro de Medalhas mostra o nosso fraco investimento em relação ao esporte daqui; mas seria excelente se o problema fosse apenas esse. Seria incrível, não é mesmo? Pena que não podemos nos dar ao luxo de declararmos isso.

Claro que eu curti esses jogos olímpicos. Vibrei com o nosso ouro em todos os esportes, principalmente no vôlei e, claro, a inédita medalha dourada no futebol, modalidade que eu particularmente adoro. Não estou negando isso. Porém, há dentro de mim o desejo de comemorar os hospitais quase vazios e sem calamidade pública; uma justiça de qualidade; uma educação que coloque o Brasil no patamar onde sempre mereceu, porém nunca se deu ao luxo de estar. E por aí vai.. Pode ser até pedir muito, mas já mostramos que podemos conseguir qualquer coisa quando realmente queremos. Por exemplo: Lula lutou muito para conseguir trazer a Copa do Mundo e os jogos olímpicos para este país. Conseguiu? Sim! Detalhe que eu não estou ou o criticando ou o elogiando, apenas falando que ele teve capacidade para trazer os dois eventos para nosso país. Então eu pergunto: Qual o motivo dos políticos não lutarem por um país melhor ao todo? Seria pedir demais? Bem que deveriam parar de encher seus cofres públicos com toneladas de dinheiro público e lutarem por isso. 

Então, por mais que a gente tenha se divertindo, a realização das Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro, ao meu ver, foi um retrocesso analisando os jogos e a situação política atual do nosso país como um todo.

É só minha opinião. Se não concordar, não precisa vir me apedrejar. Cada qual com sua visão.

Acho que é isso.

Até a próxima!!!

domingo, 14 de agosto de 2016

Olimpíadas 2016 - Parte 1

O Rio de Janeiro está sediando esse evento. E QUE EVENTO, MEUS AMIGOS!!!
Opa, meus caros amigos e parceiros. Depois de muito tempo, eu, enfim, volto a deixar este humilde blog atualizado. Como já esperado, vou comentar sobre o evento mais importante da atualidade. Certamente estamos falando das Olimpíadas deste ano. O evento está ocorrendo no Rio de Janeiro, a famosa Cidade Maravilhosa. Por enquanto, a realização dos jogos olímpicos está sendo um sucesso, tendo em vista as grandes exibições dos atletas nas diversas modalidades esportivas que são disputadas no cenário atual do esporte.

Podemos afirmar o quão proveitoso tem sido os jogos olímpicos para aqueles que estão acompanhando de perto. Tem sido uma grande experiência para pessoas acompanhar um evento de tamanha relevância mundial de perto. Você até pode perguntar: "Ué, Gabriel, então você é daqueles que consideram as Olimpíadas e a Copa como prioridades em relação à saúde, educação, etc.?" Não. Nunca disse isso, e nem afirmarei - só talvez numa possível data em que eu estiver completamente embriagado. Porém, já que o poder público gastou uma bendita grana em prol disso - infelizmente ou felizmente -, temos que aproveitar desse evento o máximo, uma vez que a renda dessa competição pode deixar os cofres públicos felizes - nossa, acabei de citar um exemplo barato de prosopopeia.

É uma pena que o "Team Brazil" não faça uma grande olimpíada. Obviamente, alguns esportes se salvam: O futebol, por exemplo, está sendo um deles. Tanto o masculino quanto o feminino não estão decepcionando tanto - vamos combinar, pessoal, vocês estão pegando muito no pé na Seleção masculina, a equipe de futebol começou até mal, com dois empates diante da África do Sul e do Iraque, porém está surpreendendo nos jogos. Não podemos simplesmente sacrificar parte dos garotos por causa do 7 a 1 sofridos contra a seleção germânica na Copa do Mundo de 2014. Infelizmente aconteceu, agora temos que nos reerguer para, quem sabe, já conquistarmos o ouro e a Copa de 2018, na Rússia. Vale lembrar que podemos até ter um "replay" da semifinal de dois anos atrás, já que, se o Brasil passar por Honduras na semi, vai enfrentar o vencedor de Nigéria e Alemanha. Vamos ver no que dá -.

As medalhas não estão vindo com muita frequência para os lados brasileiros, é verdade. Mas vale salientar que os atletas do Brasil estão executando um excelente papel nas Olimpíadas, tendo em vista o pouco investimento do Estado nas modalidades esportivas. Também está sendo muito proveitoso ver lendas como o nadador  norte-americano Michael Phelps em terras brasileiras. O monstro da natação mundial já coleciona medalhas de ouro aqui no Rio, tendo mais passagens no pódio que toda a delegação brasileira. Exceto a natação brasileira e o basquete feminino, todos os atletas estão fazendo sua parte em busca do tão sonhado ouro, e, como já havia salientado antes, os esportes coletivos, em sua maioria, estão dando um show e mostrando o verdadeiro potencial de nosso país quando se trata de superação e habilidade em qualquer área que ocupamos. 

Pra variar, estamos sendo anfitriões hospitaleiros. Encantamos o mundo naquela Copa magnífica (que só não foi melhor por causa daquela tragédia ocorrida com a nossa Seleção em pleno Mineirão), e nos jogos olímpicos não está sendo diferente; como é bom ser brasileiro, meus amigos! Apesar de toda dificuldade e a crise que enfrentamos, continuamos mostrando nosso poder e alegria diante dessa roubalheira toda que está acontecendo no nosso país.

                                                           Observações finais...

E depois de alguns dias, eu volto a postar uma crônica de verdade, levando em conta vários textos curtos postados aqui recentemente. Não tá sendo fácil estudar na escola, pro exame de seleção do IFRN deste ano e atualizar este blog maravilhoso ao mesmo tempo. Ainda me falta atualizar a seção "o cronista" daqui. A foto está antiga, e eu não tenho mais 13 anos (risos). Quando eu tiver mais tempo, corrigirei este erro bobo.

Pra quem não sabe, no ano de 2012, eu também fiz uma 'cobertura' dos jogos olímpicos de Londres. Quem quiser conferir, é só pesquisar no arquivo do blog algo relacionado que você vai ver. Se o texto estiver um pouco fraco, compreenda. Na ocasião, eu só tinha 10 anos. Hoje tenho 14, sou ainda muito novo (risos), porém melhorei um pouco minha escrita. Isso é natural... com o tempo você aprende essas coisas básicas. 

E até a parte dois!!! Abraços. ;)

domingo, 31 de julho de 2016

Em breve novas postagens!

Quero pedir desculpas pela falta de posts nesse humilde blog... As ocupações estão enormes, e eu não tenho aquele mesmo tempo de antes, infelizmente. Como diz o Mozila Firefox, "bem, isso é constrangedor..."

Mas em breve trarei mais crônicas pra vocês. 

Aguardem.

Abraços carinhosos desse jovem metido à cronista e até uma próxima! ;)

sexta-feira, 8 de julho de 2016

Sentimentos não correspondidos

É sempre ruim amar alguém que não corresponde nossos sentimentos, não é mesmo? Acredito que eu que todos já passaram por essa desagradável situação. Definitivamente, não é uma sensação muito boa de ser sentida, afinal de contas, na maioria das vezes, a pessoa amada - que neste caso não ama a outra - trata mal e 'faz pouco' desta, que por sua vez sente uma terrível dor desesperadora em seu coração desapontado.

Basicamente, isso já aconteceu comigo. Uma sensação horrível que eu não recomendo que nenhum ser vivo tenha. Muitos já tiveram também, de fato, e essas pessoas obviamente também não gostam de comentar sobre isso. 

Muitos, depois de sofrerem essa rejeição horrenda, param de gostar dessa pessoa. Outras mais insistentes persistem em tentar conquistar a amada, e na maioria das vezes termina sua missão sem ter seu êxito (minoria consegue, afinal de contas sentimento é uma coisa mais complicada de se falar e de mudar).

(poucas postagens atualmente, né? Desculpa aí, pessoal. Tô estudando pra uma prova que consiste na minha aprovação para um instituto federal aqui do meu estado. Quando der, eu posto mais. :D )

Até a próxima! 

domingo, 12 de junho de 2016

Futebol - Torcida única em clássicos?

Meus amigos, voltei. Depois de um mês e cinco dias sem postar nada aqui no blog (sim, se você é fã do blog, com certeza sabe), mais uma vez estou aqui. Sim, estou muito ocupado às vezes, e a falta de assunto às vezes não permite escrever aqui. Por exemplo: o que muito falam nos noticiários políticos é o assunto "política", algo que sinceramente eu não quero comentar aqui. Enfim, achei um assunto para debater com todos.

Pra quem acompanha o futebol, sabe o que são os clássicos. Jogos que envolve rivalidade regional, nacional ou internacional entre duas equipes. Por haver esse clima entre dois rivais, as brigas geralmente adoram 'aparecer'. As torcidas, seja de um time ou de outro, começam a causar confusão, o que gera consequências graves, como até mesmo a morte das vítimas atingidas por esses ataques. A CBF têm colocado como prioridade, principalmente em clássicos ocorridos no estado de São Paulo, a opção de torcida única nos jogos, o que pra mim não altera em nada.

Por exemplo: Boca Juniors e River Plate se enfrentaram na Libertadores de 2015. O jogo de ida foi na 'La Bombonera', estádio do Boca, com torcida única, da mesma forma que seria no 'Monumental de Nuñez', estádio do rival River. O que ocorreu com essa torcida única? Bombas de gás lançadas contra os jogadores do River Plate, gerando confusão geral no ambiente. E isso com a tal 'torcida única'. Sim, a confusão continuou ocorrendo. Independentemente de duas torcidas ou não. É essa a mensagem que eu estou querendo passar.

Não importa o que aconteça. Continuo não concordando com essa 'invenção'. Na minha opinião, isso tem que acabar, afinal de contas, como já foi provado, as confusões ocorrem em qualquer lugar mesmo, e isso é um ato de vandalismo horrível das pessoas. Ah, Gabriel, mas e a rivalidade? Sempre irá existir, e se todos tomarem consciência, não ocorrerão brigas. O que não resolve é separá-las dessa maneira.

Até a próxima!

sábado, 7 de maio de 2016

Relembrando... - Todo dia é o Dia das Mães

Hoje é comemorado o Dia das Mães para homenagear a todas que nós, filhos, temos que ser eternamente gratos por tudo que elas fazem de bom para a gente. Mas na minha opinião o Dia das Mães não devia ser só comemorado em um dia. Na verdade, todo dia devia ser o dia delas: Daquelas que se dedicam o máximo para cuidar, se dedicar, ajudar a gente... Por isso que acho meio injusto em só um domingo qualquer acontecer uma homenagem feito essa.

Sinceramente quando falamos de mãe não temos muito a descrever, já que ter uma mãe por perto todos os dias é uma sensação inigualável. É muito gratificante e legal. Por isso que na minha opinião todo dia é o Dia das Mães. Acho que não dá nem para representarmos aqui nesta crônica a importância delas em nossas vidas. É uma importância que talvez nenhum ser humano tenha. E o amor que elas têm por nós, filhos, então...

Enfim, considero que minha mãe é o meu maior tesouro da Terra (já que Deus é o meu tesouro do Céu). Obrigado, mãe, por tudo. Todas as mães do mundo são tão importantes: Sem quase nenhuma exceção, sinceramente falando.

Todo dia é o Dia das Mães! Até a próxima!

*crônica do blog do dia 11 de maio de 2014

domingo, 1 de maio de 2016

Dia do Trabalho no domingo???

Voltei aqui, meus amigos e minhas amigas, para fazer mais uma cronicazinha básica pra atualizar esse blog que já existe a mais ou menos quatro anos e dois meses. Como sabemos, hoje é o dia mais conhecido como Dia do Trabalho, um feriado nacional. Essa data (01/05/2016), por sua vez, é um pouco irônica também devido às circunstâncias da data, afinal de contas, Dia do Trabalho em um domingo??? Como assim?

A ironia é óbvia já pelo fato de haver um feriado justamente por conta de trabalho (risos), e fica ainda mais 'cortante' por acontecer logo em um dia tão sagrado de descanso para nós feito esse. Muitos até protestam porque queriam muito que o feriado ocorresse em um dos cinco dias da famosa semana dos dias árduos que temos (risos), mas isso é culpa do calendário. Cabe a nós apenas acompanhá-lo.

Faz também 22 anos que o ídolo Ayrton Senna morreu no GP de Ímola, válido pela Fórmula 1 de 1994. Cabe a nós lamentarmos esse dia, o acidente fatal e ficar com o ídolo e piloto na nossa memória eternamente.

Até a próxima!

sábado, 16 de abril de 2016

Vão limitar a internet do Brasil?

"Após o consumo total da franquia de dados, o acesso à internet será bloqueado, sendo restabelecido no ciclo de faturamento seguinte, no caso dos planos menores, o acesso será bloqueado ou promocionalmente reduzido, a exclusivo critério da VIVO."

Sabe o que significa? Não? Calma que eu explico.

ESTÃO QUERENDO LIMITAR A INTERNET DO BRASIL.

Eles querem aumentar ainda mais o valor pago no faturamento dos brasileiros após o uso de internet mensal, e, obviamente, essa notícia não é nada boa, principalmente pelo fato de que o nosso país está em uma crise terrível. E o pior: Quem tem planos menores de internet terá sua qualidade de 'net' reduzida ou bloqueada. Por quem? PELA VIVO. Ah, isso não pode ficar assim.

Vamos lutar pela permanência da internet do jeito que está para todos aqui no Brasil. Como fazer isso? Ah, fácil. Só "upar" a tag #InternetJusta no Twitter ou qualquer rede social. Já ajuda bastante. Afinal de contas, isso não pode ficar assim.

Era só pra falar isso mesmo..

Ah, e o blog vai voltar a ser postado com um pouco mais de frequência.

Até a próxima!

terça-feira, 5 de abril de 2016

Ilusão (não é a de ótica)

Que tal refletirmos sobre isso? Nos iludimos o tempo todo, com praticamente tudo que nos convém e é do nosso respectivo interesse. Sem as ilusões, a vida não teria sentido. Bem verdade... Aliás, se muitas outras coisas não existissem, a vida continuaria não tendo sentido. E por aí vai... Mas é fato consumado: A ilusão gosta de fazer parte da vida de todo mundo, sem exceção, meus caros. Sem exceção.

Seja com aquele dia que achamos que será perfeito (o melhor de todos que já tivemos), seja em termos amorosos, seja com notas na escola.. E por aí vai. A ilusão é, tecnicamente, uma coisa que é passageira e agrada a todos. O negócio 'pega' pro lado ruim quando de repente a palavra ilusão ganha um des. Aí a coisa ferra.

Digamos apenas que a desilusão é o oposto, e quando eu falo oposto eu falo em relação a tudo. Sem essa de praticamente. Tudo mesmo. Ah, certamente quando nos desiludimos e vemos que aquilo não vai ser exatamente ou nada do que esperávamos que seria, aí... Aí a coisa pesa. Um prato cheio para o que chamamos de dia 'acabar' de uma vez. 

Até a próxima! 

domingo, 20 de março de 2016

Virais

Pois bem, algo "viral", popularmente dito, é algo que 'bomba'. Vamos hoje nessa crônica aprofundarmos um pouco mais sobre os virais da internet. E atualmente encontramos uma infinidade de sites, canais do Youtube, blogs e páginas de rede sociais que são famosos(as) a ponto de serem chamados(as) assim, desse jeito. Quando uma postagem, uma foto ou um vídeo é muito diferenciado(a) e chama a atenção de todos pela sua característica incomum encontrada nele(a), ganha muitas visualizações e o carinho (ou desprezo) de quem vê.

Hoje vídeos virais são muito comuns no Youtube, inclusive muitos canais do próprio Brasil. Mas vamos nos referir apenas aos vídeos em questão, ok? Atualmente eles estão espalhados por aí, só não vê quem realmente não quer. Em termos de site, hum... Talvez não seja algo tão comum assim: É bem mais raro encontrar publicações virais de site do que vídeos virais. E assim por diante. Mas vale lembrar que essas "viralizações" (eu sei, essa palavra não existe, eu tô forçando a barra) ocorrem em qualquer tipo de plataforma da 'net'. Mais comum impossível. 

A tendência é que os virais continuem surgindo, imprevisíveis e marcantes, pra continuar animando/destruindo nossa "vida" virtual.

Até a próxima!

sexta-feira, 4 de março de 2016

14

Pois bem, como sabemos, o tempo passa. Pra todo mundo. E, bem, pra mim não está sendo nada diferente. Comecei o blog com apenas 10 anos. Sim, 10 aninhos. Vamos combinar que eu não me tornei uma pessoa experiente a partir de agora, só 4 anos se passaram. Mas esse "só" é relativo. Pra mim foi uma eternidade. Pra mim e pras pessoas que convivem comigo, que moram ao meu redor. Pras pessoas que não vivem comigo, passa rápido o tempo. Pois bem. (risos)

Ter 14 anos, por enquanto, é bom pra mim. Legal você chegar a uma fase brilhante que é a adolescência. Muitos falam que ela é "problemática", mas, bem, eu realmente não acho que seja pra tanto. É uma idade bem legal, mas só vira isso se quem está passando por ela souber administrá-la de verdade. Se não, a fase em questão vira um verdadeiro lixo.

Particularmente, passei a detestar certos textos melosos. Por isso não vou querer falar muita coisa. Enfim... Parabéns pra mim, pro blog pelos seus 4 anos de existência (e sim, as crônicas continuarão sendo postadas na medida do possível, sempre que eu puder, desculpem pelo atraso nas publicações). Por hora, é só isso.

Até a próxima!

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Pós-carnaval

Sempre é assim. Chega a fevereiro e o carnaval começa; seja no início, no meio ou no fim desse mês tão especial, principalmente pra mim, afinal de contas é o mês do meu aniversário (risos). Pois é. Todo mundo se diverte nesse período, curte a vida ao máximo e geralmente não têm limite quanto a essa questão. Nesse período festivo, tudo é muito lindo, tudo é muito maravilhoso. Mas... Isso passa. Afinal de contas, tudo passa.

No período pós-carnaval nós temos que aguentar o fato de que nossas vidas de dar tédio a qualquer um voltaram. Não em definitivo, é claro: De vez quando os feriados e fins de semana aparecem do nada para nos salvar de tanto tédio, trabalho e sofrimento árduo. Mas, mesmo assim, temos que voltar à rotina, que consegue ser doce e amarga ao mesmo tempo, por incrível que pareça.

E é isso. Carnaval se foi; foi bom, não houve nada de ruim, então pra mim é isso que realmente importa. Agora força pra todos nós pra que possamos aguentar mais uns tempos vivendo uma rotina tão sonolenta. Que Deus nos ajude.

Até a próxima!

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Carnaval - Sempre assim...

É incrível como o carnaval, principalmente nas grandes metrópoles brasileiras, não muda de forma. É incrível, queria realmente entender como a normalidade sempre predomina nos carnavais desses lugares. Desfiles de escolas de samba e tudo o mais... E o mais engraçado é o fato de que, mesmo depois de tanto tempo, isso não sai de moda. Esse é um fato realmente impressionante, que seja a parecer mentira, mas que é uma grande verdade.

Por exemplo: Eu sei que o carnaval tem suas tradições, mas é realmente incrível que nada tenha mudado em relação a isso. As festas continuam sendo as mesmas, os hábitos sendo os mesmos, sem exceção. E, é óbvio, que eu não estou criticando. Muito pelo contrário, meus amigos; é louvável que essa tradição permaneça até o fim pra que realmente não possamos sair das nossas verdadeiras heranças carnavalescas.

Enfim, é isso... Cabe à gente aproveitar o último dia de carnaval que nos resta e depois ver a quarta e cinzas chegar e todo o tédio pós-festas carnavalescas vir junto, pegando carona com o bonde.

Até a próxima!

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Carnaval vem aí...

Pois é, mais uma vez este grande evento vai chegar em nossos dias. Praticamente uma semana dedicada à folia, às brincadeiras... Enfim, relacionada a tudo o que realmente vale à pena nas nossas vidas, não é verdade? Vai ser muita festa, muita diversão. É assim que é o carnaval aqui no Brasil e no mundo, e disso a gente já sabe.

Até a quarta feira de cinzas, a folia 'toma de conta' da vida de muitas pessoas em todo o nosso Planeta. E no nosso Brasil, nem se fala, né...São muitos dias de curtição e muita "zueira" por parte de maioria da população. Digo "maioria" pelo simples fato de não ser todo mundo envolvido com esse tipo de brincadeira. Muitos não gostam e se sentem incomodados com a festa em questão. Simplesmente optam por achar uma grande besteira. Eu não concordo muito com essa ideia, mas cada um tem o seu ponto de vista.

Então é isso. Que tudo dê certo nesse carnaval. Sem acidentes, sem problemas. Só diversão. Apenas isso.

Até a próxima!


sábado, 16 de janeiro de 2016

Filmes...

Pois é, esse vai ser o assunto da crônica de hoje. Ah, aproveitando... Foi mal pela falta de publicações aqui no meu blog. As ideias simplesmente persistem em não surgir. Fiz tantas, tantas, tantas crônicas em 2012, primeiro ano do blog... lá expressei mais ou menos todas as ideias que eu tinha nesse mundo. Mesmo assim, aos poucos, elas (as ideias) surgem, e aí vem a motivação e inspiração que eu preciso pra postar aqui na minha página virtual mais uma vez.

Hoje, pois é, vamos falar dos filmes. São neles que muitos 'viajam' num mundo provavelmente irreal. Digo 'provavelmente' porque, às vezes, não é bem assim. De vez em quando essas histórias são reais, e de fato mexem muito com a gente. São os filmes baseados na realidade que eu mais adoro (vou confessar). São neles que geralmente eu me inspiro. Que realmente mexem comigo. Os de ficção são até legais, mas, como não são reais, não despertam muita atenção de mim. Cabe apenas a minha pessoa assisti-los, e a mim também curtir ou não. Mesmo assim, são aceitáveis.

Acho os filmes, em geral, melhor do que as séries. Existem, é claro, alguns seriados de TV que são, é verdade, melhores que os longa-metragens. Mas, vamos confessar, casos como esses são raríssimos de se encontrar: Raríssimos pra caramba, raros mesmo. Tudo bem, os filmes são mais demorados do que episódios de séries que duram apenas 25, ou 30 minutos, no geral. Mas é uma demora boa. É uma demora que envolve quem está assistindo. As séries, às vezes, não nos agradam: Geralmente elas, com intuito humorístico, não são tão engraçadas quanto a gente espera. Então cabe a nós apenas lamentar a falta de humor delas e não curtir o que estamos vendo ali.

É claro que estou expondo muito o meu ponto de vista: Acho filmes melhores que séries. Eu sei, eu sei, vocês podem não estar concordando comigo, com o que eu falei. Mas, no fundo, todos sabemos que é verdade. E não é à toa que filmes são mais longos. Filmes são mais caros de se fazer e produzir. Filmes são os melhores. Você querendo ou não.

Até a próxima!

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Ano novo, vida nova (ou não)

Estamos, enfim, no ano de 2016. Já se passaram alguns dias, e o mês de janeiro está ainda tendo o seu início. Esperamos muita coisa desses dias, já que são muito preciosos para quem quer descansar e curtir a vida um pouco. É óbvio que certas pessoas (como eu, é verdade) não têm muito o que se preocupar com o ano, já que ainda estão na escola. No meu caso, vou terminar o Ensino Fundamental em definitivo esse ano (ainda tem muito chão pela frente). No de outras pessoas, nem tanto. Boa parte delas estão se preocupando com assunto de gente grande.

Estas pessoas estão passando por um aperto muito grande: Dívidas, problemas no trabalho e tudo o mais. E o que elas mais querem ganhar de presente de ano novo é uma notícia boa na vida social delas. Querem ganhar um aumento, um cargo melhor no trabalho delas... E por aí vai. Seria muito importante ganhar essas coisas no meio de um Brasil numa crise sem precedentes. É óbvio que muitos não conseguirão melhorias só se abanando/protegendo do sol: Vão ter que 'ralar' pra conseguir coisa melhor.

Um bom 2016 pra todos nós.

Até a próxima!

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

O que todos desejam para 2016

Mais um ano está indo embora. Pois é, 2015 irá acabar. (In) Felizmente vamos agora pra 2016. Vamos então a mais de 360 dias longos. E, claro, esperamos que todos eles sejam muito prósperos e proveitosos para todos. Ninguém, portanto, deseja passar um ano difícil e complicado, então tenta desejar essas coisas pra, obviamente, dar sorte. Às vezes isso não acaba dando lá muito certo, mas o que vale mesmo é a iniciativa.

Fim de ano é sempre assim: Os clichês são inevitáveis, é verdade. Mensagens, fotos, comemorações... Tudo já faz parte dos dias 31 de dezembro de cada período. São tempos diferentes na vida das pessoas, que, em sua maioria, ficam muito contentes com a chegada do ano que está pra chegar e fazem um linda festa para celebrar.

O que todos desejam pra 2016 é que seja um ano iluminado para a humanidade, cheio de paz e harmonia. E que assim seja.

Até a próxima!